Vítimas de maus-tratos são sobretudo menores do sexo feminino

Amanhã é Dia Europeu da Vítima do Crime

21 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

Dos 10009 processos que a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) iniciou no ano passado, 701 estão relacionados com indivíduos de menor idade. A maioria das vítimas é do sexo feminino, que sofreram maus tratos físicos, psíquicos ou de natureza sexual. Os números da APAV – a apresentar hoje, véspera do Dia Europeu da Vítima do Crime – indiciam um perfil de pessoas vítimas de crime com idades compreendidas entre os 11 e os 17 anos, isto é, 57,5%.
 

 

É um universo predominantemente do sexo feminino (65,9%) e os agressores são, na maioria, os progenitores (pai ou mãe). Os crimes, ocorrendo com maior frequência na residência da vítima, são, no caso da violência doméstica, maus tratos físicos (15,6%) e psíquicos (14,5%).
 

 

No âmbito dos crimes sexuais por sexo e idade da vítima, a APAV identificou ainda, na faixa etária dos 11 aos 17 anos, as mulheres como sendo as principais vítimas da violação, do abuso sexual, do lenocínio e tráfico de menores, e de outros crimes sexuais.
 

 

Relativamente aos crimes contra pessoas/humanidade, a violação representa 1,6% dos crimes praticados contra menores, enquanto os crimes contra o património têm maior expressão no dano (0,3%), embora neste parâmetro a vítima tenha entre seis e dez anos, e não entre 11 e 17 anos, como nos outros crimes. Geograficamente, Lisboa e Porto são os distritos de origem do maior número de vítimas (37,3% em Lisboa e 17,7% no Porto).
 

 

Veja mais no: Diário de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.