Vitaminas B podem reduzir risco de fractura na osteoporose...

...e previnem ataques cardíacos

13 maio 2004
  |  Partilhar:

O folato e outras vitaminas B, com efeitos já conhecidos na prevenção de ataques cardíacos e defeitos no nascimento, podem também reduzir o risco de fracturas na osteoporose, indicam dois estudos divulgados esta semana.As conclusões dos dois trabalhos - um holandês e outro norte- americano - reforçam as recomendações dos médicos para o consumo de multivitaminas, bem como a decisão do governo dos Estados Unidos de requerer aos produtores de pão e cereais a fortificação dos seus produtos com folato, também conhecido por ácido fólico. Os dois estudos foram publicados no New England Journal of Medicine.Já se sabia que as vitaminas B reduzem os níveis de homocistéina, um aminoácido que, em taxas elevadas, está associado a um risco acrescido de ataques cardíacos, tromboses e doença de Alzheimer. As novas investigações mostram agora que elevados níveis de homocisteína pelo menos duplicam o risco de fracturas relacionadas com a osteoporose.Douglas P. Kiel, autor do estudo norte-americano e investigador no Hebrew Rehabilitation Center for Aged Research and Training Institute de Boston, Massachusetts precisaram  que uma multivitamina genérica, tomada uma vez por dia, faz baixar o nível da homocisteína para um nível abaixo do limiar de perigo.Os alimentos naturalmente ricos em vitaminas B e cálcio são os lacticínios, os brócolos e outros vegetais verdes, a cenoura, a pêra abacate, a meloa, o alperce, as amêndoas e os amendoins também reduzem o risco de fracturas ósseas.O estudo holandês, realizado pelo Centro Médico Erasmus, baseou-se em duas investigações, uma feita em Roterdão e outra em Amsterdão, tendo chegado à conclusão que as pessoas com os mais altos níveis de homocisteína tinham 1,9 mais hipóteses de sofrer fracturas relacionadas com osteoporose.Além de multivitaminas com folato, vitamina B12 e vitamina B6, este docente recomenda muitas caminhadas e outros exercícios de controlo de peso, bem como a ingestão de alimentos ricos em vitaminas B.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.