Vitamina K é forte inibidor do linfoma

Estudo da Mayo Clinic

27 abril 2010
  |  Partilhar:

As pessoas que consomem maiores quantidades de vitamina K, presente na alface e nos espinafres, têm um risco menor de desenvolver linfoma não-Hodgkin, segundo um estudo da Mayo Clinic, nos EUA, apresentado no encontro anual da American Association for Cancer Research.

 

A vitamina K também está presente, em menores quantidades que as encontradas na alface e nos espinafres, noutros vegetais, em óleos vegetais e em algumas frutas.

 

No estudo, os cientistas concluíram que as pessoas que ingeriram maiores quantidades de vitamina K no último trimestre do estudo tinham um risco 45% menor de desenvolver linfoma não-Hodgkin – tumor tem início no sistema linfático – do que os que consumiram pequenas quantidades desta vitamina.

 

Embora a vitamina K seja mais conhecida pela função essencial que desempenha na coagulação do sangue (o nome da vitamina deriva da palavra alemã "koagulations"), também parece ter um papel importante noutros processos biológicos, incluindo na inibição das citocinas inflamatórias que podem contribuir para a doença.

 

No trabalho, a equipa liderada por James Cerhan avaliou as dietas e suplementos alimentares, nos dois últimos anos antes do estudo, de 603 pacientes diagnosticados recentemente com linfoma não-Hodgkin, bem como de outras 1.007 pessoas sem a doença.

 

Enquanto uma maior ingestão de vitamina K a partir da alimentação foi associada a um menor risco de desenvolver linfoma não-Hodgkin, o uso de suplementos de vitamina K não surtiu o mesmo efeito.

 

Os cientistas alertam, contudo, para o facto de a vitamina K poder interagir com certos medicamentos – como anticoagulantes – e de a dieta alimentar não dever ser alterada sem que um médico seja consultado.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.