Vitamina D3 melhora função cardíaca

Estudo da Universidade de Leeds

08 abril 2016
  |  Partilhar:

Uma dose diária de vitamina D3 melhora a função cardíaca dos indivíduos com insuficiência cardíaca crónica, sugere um estudo apresentado na reunião científica anual do Colégio Americano de Cardiologia.
 

Os níveis de vitamina D3 podem ser aumentados através da exposição solar, mas os pacientes com insuficiência cardíaca apresentam frequentemente níveis deficientes, mesmo durante o verão. Isto pode estar relacionado com o facto de a insuficiência cardíaca ser mais comum nos indivíduos com mais de 65 anos e das pessoas mais idosas tenderem a produzir menos vitamina D em resposta à luz solar, comparativamente com os indivíduos mais jovens.
 

O estudo levado a cabo pelos investigadores da Universidade de Leeds, no Reino Unido, contou com a participação de 160 indivíduos que já estavam a ser tratados para a insuficiência cardíaca com betabloqueadores, inibidores da enzima de conversão da angiotensina e pacemakers. Ao longo de um ano, 80 pacientes tomaram diariamente vitamina D3 e os restantes um placebo.
 

As alterações na função cardíaca foram medidas através da realização de um ecocardiograma. Através deste método é possível medir a quantidade de sangue que o coração é capaz de bombear a cada batimento cardíaco, conhecida como fração de ejeção.
 

Um indivíduo saudável tem habitualmente uma fração de ejeção entre os 60 e os 70%. Contudo, os pacientes com insuficiência cardíaca têm uma fração de ejeção menor. No estudo, os pacientes tinham em média 26%. No entanto, os investigadores verificaram que nos pacientes que tomaram vitamina D3 a fração de ejeção aumentou de 26 para 34%.
 

Na opinião dos investigadores este é um avanço significativo para os pacientes. Pela primeira vez foi demonstrado que a vitamina D3 pode melhorar a função cardíaca dos indivíduos com insuficiência cardíaca.
 

Estes resultados significam que para alguns pacientes com doença cardíaca, a toma regular de vitamina D3 pode diminuir a necessidade de um cardioversor desfibrilhador implantável (CDI), um dispositivo que deteta frequências cardíacas irregulares e que dá um choque elétrico ao coração para que o ritmo cardíaco volte à normalidade.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.