Vitamina D: níveis elevados são tão prejudicais quanto os baixos

Estudo publicado no “Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism”

01 junho 2012
  |  Partilhar:

Níveis elevados de vitamina D são tão prejudiciais quantos os baixos, revela um estudo publicado no “Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism”.

 

A vitamina D tem um papel fundamental na absorção de cálcio, diminuindo desta forma o risco de quedas e de fraturas ósseas. Estudos anteriores também têm sugerido que esta vitamina pode ajudar no combate das doenças cardíacas, depressão e determinados tipos de cancro.

 

Neste estudo os investigadores da University of Copenhagen, na Dinamarca, analisaram amostras de sangue de 247.574 indivíduos, tendo observado um maior índice de mortalidade nos indivíduos com níveis baixos de vitamina D e, surpreendentemente, nos participantes que também tinham elevados níveis desta vitamina.

 

Os investigadores verificaram que as amostras de sangue que apresentarvam uma concentração de 50 nanomoles (nmol) de vitamina por litro de soro correspondiam aos indivíduos com a menor taxa de mortalidade. Caso as amostras de sangue apresentassem menos de 10 nmol de vitamina por litro de soro, a mortalidade era 2,31 vezes maior. Contudo, se o sangue tivesse 140 nmol por litro de soro, a mortalidade era 1,42 vezes maior.

 

Embora a causa da mortalidade associada aos elevados níveis desta vitamina esteja ainda por descobrir, uma das autoras do estudo, Darshana Durup, acredita que estes novos resultados podem ser utilizados para confrontar as pessoas que acham que a vitamina D nunca é demais.

 

Para a investigadora é no entanto necessário a realização de mais estudos para entender esta associação. “Vários estudos foram realizados sobre o risco de deficiência de vitamina D. Contudo, não existem evidências científicas que apoiem o “quanto mais melhor”, tendo, inclusivamente, os nossos resultados demonstrado que tal não se verifica. Esperamos que o nosso estudo inspire outros investigadores a descobrir a causa da elevada mortalidade associada ao consumo de elevadas quantidades de vitamina D”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.