Vitamina D não previne a diabetes de tipo 2

Estudo publicado na “New England Journal of Medicine”

19 junho 2019
  |  Partilhar:
A suplementação com vitamina D poderá não prevenir o desenvolvimento da diabetes de tipo 2, sugere um estudo recente.
 
Estudos observacionais tinham indicado uma associação entre níveis reduzidos de vitamina D e um risco mais elevado de diabetes de tipo 2.
 
“Contudo, não era sabido se a suplementação com vitamina D podia ajudar a prevenir ou atrasar a diabetes de tipo 2”, explicou Myrlene Staten, investigadora no estudo, do Instituto Nacional da Diabetes e de Doenças Digestivas e Renais, EUA.
 
A investigadora e colegas contaram com a participação de um grupo de 2.423 indivíduos que apresentavam pelo menos dois de três critérios de hiperglicemia para pré-diabetes. 
 
Os níveis de vitamina D dos participantes foram medidos no início do estudo. Foi apurado, com base na toma recomendada, que cerca de 80% possuíam níveis suficientes da vitamina. 
 
Os participantes foram divididos em dois grupos: um grupo recebeu diariamente 4.000 UI de vitamina D e o outro grupo recebeu um placebo.
 
A equipa acompanhou os participantes durante cerca de dois anos. No fim daquele período, foi descoberto que 293 dos 1.211 participantes do grupo da vitamina D tinha desenvolvido diabetes, contra 323 de 1.212 participantes no grupo do placebo.  
 
Segundo os investigadores, a diferença entre os dois grupos não foi significativa em termos estatísticos. Além do número elevado de participantes, o grupo era heterogéneo, o que permite aplicar os resultados a uma escala elevada.
 
Os resultados do estudo demonstraram ainda, segundo a equipa, que a toma de doses elevadas de vitamina D não causou aumento no risco de níveis elevados de cálcio no sangue ou de pedra nos rins. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar