Vitamina D na gravidez: prevenção da asma no bebé?

Estudo publicado na “Journal of Allergy and Clinical Immunology”

31 maio 2017
  |  Partilhar:
Tomar um suplemento de vitamina D durante a gravidez pode oferecer proteção contra a asma e as infeções respiratórias ao bebé, que são um fator de risco para o desenvolvimento de asma na infância, sugere um novo estudo.
 
Conduzido por uma equipa de investigadores do King’s College London, Inglaterra, o estudo demonstrou que a toma daquela vitamina poderá alterar de forma benéfica o sistema imunitário do recém-nascido, oferecendo assim proteção contra problemas do foro respiratório.
 
Para o estudo, a equipa testou o efeito da toma diária de 4.400 UI de vitamina D3 durante o segundo e terceiro trimestres de gravidez, em comparação com a toma da dose diária recomendada, de 400 UI sobre o sistema imunitário de recém-nascidos.
 
Foram recrutadas 51 grávidas, às quais foram atribuídas, de forma aleatória, doses elevadas ou baixas de suplementos de vitamina D entre as 10 e as 18 semanas de gravidez. 
 
Após o parto foram recolhidas amostras do sangue do cordão umbilical para testar o sistema imunitário inato dos recém-nascidos, que forma a primeira linha de defesa à infeção, e as respostas dos linfócitos T que oferecem uma proteção mais duradoura.
 
A equipa descobriu que as amostras de sangue dos recém-nascidos cujas mães tinham tomado suplementos mais elevados de vitamina D3 respondiam às simulações de estimulação patogénica com mais citocinas de resposta inata e maior produção de IL-17A em resposta à estimulação dos linfócitos T. Estes tipos de resposta parecem melhorar a defesa neonatal contra as infeções.
 
Considerando que as respostas imunitárias fortes no início da vida estão associadas a um menor desenvolvimento da asma, a equipa considera que o efeito irá proporcionar uma melhor saúde respiratória durante a infância.
 
Catherine Hawrylowicz, investigadora principal deste estudo explicou que a maioria dos casos de asma surgem nos primeiros tempos de vida, o que significará que a doença poderá ser originada ainda durante a vida intrauterina. 
 
“Pela primeira vez demonstrámos que os níveis mais elevados de vitamina D durante a gravidez podem efetivamente alterar a resposta imune do bebé recém-nascido, o que poderia ajudar a proteger a criança de desenvolver asma”, comentou. 
 
São, no entanto, necessários muitos mais estudos para provar que realmente esta suplementação poderá conduzir a uma redução nos índices de asma numa altura posterior da vida.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.