Vitamina C impede progressão das cataratas?

Estudo publicado na revista “Ophthalmology”

01 abril 2016
  |  Partilhar:
Um consumo elevado de vitamina C pode ter um efeito potencialmente preventivo na progressão das cataratas, sugere um estudo publicado na revista “Ophthalmology”.
 
A catarata é uma condição ocular na qual o cristalino fica parcialmente ou totalmente opaco em resultado da oxidação ao longo do tempo. Apesar de fazer parte do envelhecimento normal, alguns indivíduos são afetados de uma forma mais severa, apresentando uma visão turva, nublada e maior sensibilidade à luz que não pode ser tratada através da utilização de óculos ou lentes de contacto.
 
No estudo, os investigadores do King's College London, no Reino Unido, observaram a progressão das cataratas em 324 pares de gémeos ao longo de dez anos através da análise das fotografias do cristalino, o que permitiu avaliar o nível de opacidade em detalhe. O consumo de vitamina C foi medido através de um questionário alimentar.
 
O estudo apurou que, após dez anos, os participantes que ingeriam mais vitamina D apresentavam uma redução de 33% na progressão das cataratas e tinham um cristalino mais “limpo”, comparativamente com aqueles que consumiam uma menor quantidade de vitamina C.
 
Os investigadores também constataram que os fatores ambientais, incluindo a dieta, influenciavam mais as cataratas do que os fatores genéticos, os quais apenas explicam um terço das alterações da opacidade do cristalino.  
 
O líquido do olho que banha o cristalino contém elevadas quantidades de vitamina C, que ajuda a impedir que o cristalino oxide e protege-o de ficar turvo. Acredita-se que o aumento do consumo da vitamina C tenha um efeito protetor na progressão das cataratas através do aumento da disponibilidade da vitamina no líquido ocular.
 
Na opinião do líder do estudo, Chris Hammond, estes resultados podem ter um impacto significativo, particularmente para a população idosa, o que sugere que uma alteração dietética simples, como o aumento do consumo de frutas e vegetais, enquanto parte de uma dieta saudável, pode ajudar a proteger das cataratas. 
 
"Apesar de não ser possível evitar o envelhecimento, a diabetes e o tabagismo são também fatores de risco deste tipo de catarata, e, como tal, uma dieta equilibrada e a adoção de um estilo de vida saudável devem reduzir o risco da necessidade de uma operação às cataratas”, concluiu o investigador.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.