Vitamina B na gravidez associada a menor risco de eczema nas crianças

Estudo publicado na revista “Clinical and Experimental Allergy”

28 setembro 2016
  |  Partilhar:

Os bebés cujas mães tiveram níveis elevados de um tipo específico de vitamina B durante a gravidez apresentam um risco menor de terem eczema aos 12 meses, dá conta um estudo publicado na revista “Clinical and Experimental Allergy”.

 

Os investigadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, acreditam que estes achados apoiam a noção de que o eczema tem início no útero, o que pode sugerir formas de reduzir o risco desta condição dermatológica.

 

O estudo demonstrou, pela primeira vez, que os níveis séricos maternos da nicotinamida estão relacionados com metabolitos associados ao risco de eczema atópico na criança.

 

A nicotinamida é uma forma de vitamina B3. Os seus níveis são mantidos através do consumo de alimentos, como o peixe, carne, cogumelos, frutos secos de casca rija e café, assim como de triptofano, um aminoácido encontrado na maioria das proteínas. A nicotinamida e os nutrientes associados são importantes para a resposta do sistema imunológico e metabolismo energético.

 

Para o estudo, os investigadores, liderados por Keith Godfrey, analisaram a quantidade de nicotinamida e dos metabolitos associados ao triptofano durante a gravidez de 497 mulheres. Foram analisadas as taxas de eczema das crianças entre os seis e os 12 meses de idade.

 

Os investigadores constataram que os bebés cujas mães tinham níveis mais elevados de nicotinamida eram 30% menos propensos a desenvolverem eczema atópico aos 12 meses. Foi observada uma associação ainda mais forte com níveis mais elevados de ácido antranílico, um metabolito do triptofano.

 

A nicotinamida pode melhorar a estrutura, a humidade e elasticidade da pele e, portanto, pode potencialmente alterar os processos de doença associados ao eczema.

 

O estudo apurou que havia uma associação gradual entre níveis maternos elevados de nicotinamida e de ácido antranílico e um menor risco de eczema atópico, o que sugere que o desenvolvimento do eczema não é simplesmente impedido pela presença destes nutrientes.

 

Keith Godfrey conclui que, apesar de ser necessária mais investigação para analisar esta associação, estes achados reforçam os benefícios da adoção de uma dieta saudável e equilibrada durante a gravidez.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar