Visão enganada pela audição
27 dezembro 2000
  |  Partilhar:

Receber múltiplos estímulos sonoros enquanto se é mostrado uma imagem única pode levar o cérebro a acreditar que viu mais do que uma imagem, de acordo com alguns investigadores.
 

 

"A crença comum tem sido de que a visão domina a nossa percepção do mundo" diz o Dr. Ladan Shams do California Institute of Technology em Pasadena. "Também se sabe que a informação visual podia modificar mensagens enviadas pelos outros sentidos, como o tacto e a audição. Estes estudos indicam que a audição pode modificar a percepção visual".
 

 

Shams e outros colegas testaram 8 participantes no estudo com uma combinação de estímulos sonoros e imagens em "flash" que apareciam num ecran. Quando se ouviam múltiplos estímulos sonoros os observadores erróneamente declaravam ter observado mais do que um "flash". Mesmo os observadores que sabiam existir apenas um "flash" relatavam ter visto mais do que um, de acordo com um relatório publicado na revista Nature de 14 de Dezembro.
 

 

"O que isto significa é que a ilusão é robusta e que as interacções entre as percepções são muito mais prevalentes do que pensavamos," diz Shams. "Embora neste laboratório tenhamos enganado o cérebro em pensar que viu mais do que uma imagem, julgamos que a interacção entre sistemas como a visão e a audição é a forma como o cérebro integra mais informação para melhorar de um modo geral o seu funcionamento."
 

 

Shams mostrou-se surpreendido pelo facto de a visão ter sido tão fácilmente influenciada como durante estes testes, uma vez que sempre se pensou que a visão dominava a nossa percepção do mundo sobre os outros sentidos, ao contrário de outros animais que se orientam mais pelo olfacto ou pela audição.
 

 

"Outros estudos demonstraram que uma grande parte do cérebro está destinada a estes sentidos dominantes e pensavamos que a percepção era modular. Agora parece-nos que as interacções são fundamentais no processamento dos estímulos" concluí este investigador.
 

 

Extraído da Revista Nature 2000;408:788
 

agência Reuters

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.