Vírus pode ajudar a reabilitar viciados em cocaína

Furar a barreira de defesa do corpo...

04 julho 2004
  |  Partilhar:

Cientistas criaram um vírus que poderia ajudar na recuperação de viciados em cocaína.Os investigadores já tinham desenvolvido proteínas capazes de reduzir o efeito da droga, mas tinham dificuldades para colocar as proteínas numa fase em que ultrapassassem os mecanismos de defesa do organismo.O novo método utiliza um vírus para «enganar» os anticorpos e produzir as proteínas nos locais onde elas surtem maior efeito. O estudo, realizado pelo Instituto de Pesquisa Scripps, nos Estados Unidos, foi publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences.A equipa injectou o vírus dentro do nariz de ratos duas vezes por dia ao longo de três dias. No quarto dia, os ratos receberam uma aplicação de cocaína. A droga aparentemente surtiu menor efeito tinham sido tratados.E o que aconteceu? Os ratinhos apresentaram menos sinais de comportamento associados ao uso da cocaína, como fungar ou ficar em pé sobre as patas traseiras.Os cientistas acreditam que o trabalho traz provas de que o vírus pode ultrapassar as defesas que protegem o sistema nervoso central dos ratos e começar a produzir as proteínas onde estas atingem um máximo efeito.As proteínas são preparadas para se «agarrarem» nas moléculas de cocaína, ou para alterar a sua composição química. O estudo mostrou também que esse vírus, conhecido como fago, pode ser injectado repetidamente sem causar efeitos secundários.Embora os autores tenham afirmado que a descoberta é importante, um porta-voz da organização não-governamental DrugScope pediu cautela. «Geralmente, os dependentes de drogas experimentaram problemas sociais e psicológicos que contribuíram para os seus vícios. É preciso lidar também com esses factores para que a reabilitação seja bem sucedida», declarou o porta-voz à BBC, acrescentando que «caso contrário, o utilizador pode simplesmente mudar para outras drogas para ajudá-lo a enfrentar esses outros problemas subjacentes.»Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalista MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.