Vírus Influenza H1N1 é resistente ao antiviral principal

Aviso do Centers for Disease Control and Prevention

14 janeiro 2009
  |  Partilhar:

A estirpe dominante do vírus da gripe sazonal nos EUA desenvolveu uma resistência ao oseltamivir, o antiviral predominante no mercado, mas isso não constitui razão para alarme, revela um relatório do Centers for Disease Control and Prevention (CDC).
 

 

Segundo uma notícia divulgada pelo sítio Efluxmedia (9/01/2009), mais de metade dos vírus que circulam nos EUA pertence à estirpe H1N1, que tem apresentado resistência ao fármaco.
 

 

“Não estamos a dizer que o fármaco não funciona. Queremos apenas que os médicos saibam que há em circulação uma estirpe do vírus da gripe que é resistente ao oseltamivir, mas que existem outras opções de tratamento e ainda a vacinação”, disse ao sítio Joseph Bresee, director do departamento de Epidemiologia e Prevenção da Gripe do CDC.
 

 

A mesma publicação avisa que a situação pode entretanto evoluir, dado que a actividade gripal atinge o pico entre os meses de Janeiro e Março.
 

 

Os outros tipos de vírus - Influenza B e Influenza A H3N2 – podem continuar a ser tratados com oseltamivir. Segundo a publicação, todas as gripes podem ser tratadas com outro fármaco, denominado zanamivir, ou com a combinação entre o oseltamivir e a rimantadina.
 

 

No dia 6 de Janeiro deste ano, a Organização Mundial de Saúde já tinha emitido um aviso sobre o facto de o oseltamivir ser pouco eficaz no combate ao vírus H1N1, o vírus em maior circulação nos EUA e Europa.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.