Vírus H7N9 detetado pela primeira vez em humanos

OMS acompanha de perto a situação

04 abril 2013
  |  Partilhar:

A Organização Mundial de Saúde (OMS) está a acompanhar o surgimento em humanos de um tipo de gripe aviária que até agora só havia sido detetado em animais. A organização considera importante perceber como o vírus infetou as pessoas.
 

A porta-voz da agência da ONU, Fadela Chaib, revelou em conferência de imprensa que esta foi "a primeira vez que [o vírus] H7N9 foi detetado em humanos". No entanto, assegurou que até agora não há indicação de que este vírus se possa transmitir de pessoa para pessoa.
 

A notícia avançada pela agência Lusa refere que a China informou a OMS,durante o fim de semana passado, que dois homens, com 87 e 27 anos, morreram em Xangai, no início de março, infetados com o vírus H7N9. Recentemente, foram identificadas mais quatro pessoas infetadas com o H7N9, elevando para sete o número total de doentes com o vírus.
 

De acordo com a OMS, as investigações na China procuram compreender agora a extensão deste surto, a sua origem e o modo de transmissão.
 

A descoberta do vírus H7N9 "é um facto importante, mas em relação ao qual ainda há muitos aspetos desconhecidos”, disse a representante. Para já, adiantou, "as investigações em curso não mostram relação entre os três casos".
 

Chaib disse que as autoridades chinesas "estão a fazer tudo o deve ser feito" em casos como este, seguindo as cerca de 88 pessoas que estiveram em contacto com os três pacientes e reforçando o sistema de vigilância sanitária nas duas províncias afetadas.
 

A China está também a aumentar a capacidade dos seus laboratórios e a formar profissionais de saúde no diagnóstico, registo e tratamento de possíveis novos casos, disse a porta-voz.
 

"O papel da OMS será seguir com as autoridades chinesas esta situação. É a primeira vez que o H7N9 é detetado em humanos e claro que é uma preocupação para nós", afirmou.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.