Vírus H5N1 é difícil de criar em laboratório

Investigação publicada na revista Proceedings

20 agosto 2006
  |  Partilhar:

 

Cientistas que uniram um vírus da gripe comum com o H5N1 não conseguiram obter uma estirpe capaz de causar uma pandemia - revelou uma equipa dos Centros de Prevenção e Controlo de Doenças (CDC) dos EUA, na revista The Proceedings of the National Academy of Sciences.
 

 

Uma maneira do vírus evoluir para uma forma facilmente transmissível entre humanos é através da mistura de material genético com outros vírus. Foi o que aconteceu nas pandemias da gripe de 1957 e 1968, que mataram milhões de pessoas.
 

 

Por isso, a equipa de Katz tentou misturar uma amostra de vírus H5N1 recolhida em 1997 com os genes do vírus da gripe H3N2 - o responsável pelas pandemias de 1957 e 1968 e que ainda faz adoecer, todos os anos, muitas pessoas.
 

 

Fizeram os testes em furões, que apanham gripe de forma semelhante à das pessoas. Algumas misturas tornaram-nos doentes, mas os animais engripados colocados ao lado dos saudáveis não lhes transmitiram o vírus.
 

 

Fonte: Público e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.