Vírus do Nilo Ocidental sofre mutação e torna-se mais perigoso

Trabalho publicado na “Nature”

15 agosto 2007
  |  Partilhar:

O vírus do Nilo Ocidental sofreu mutações ao atingir o continente americano, tornando-se mais perigoso e mais apto a colonizar novos territórios, segundo um estudo médico publicado na revista “Nature”.
 

 

Investigadores norte-americanos anunciaram ter identificado a mutação genética responsável pelo maior potencial virulento deste vírus em aves selvagens que lhe servem de portadores e, provavelmente, entre os humanos.
 

 

Cientistas conseguiram reproduzir em laboratório a mutação T249P no gene que codifica a enzima “helicase” e verificaram que esta é a responsável pela maior virulência do vírus do Nilo Ocidental.
 

 

O estudo mostra que esta mutação ocorreu nas últimas epidemias do vírus do Nilo Ocidental que provocaram mortes entre os humanos, incluindo na Europa e em Israel.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.