Vírus do Ébola: primeiro teste de diagnóstico rápido aprovado

Aprovação da Organização Mundial de Saúde

23 fevereiro 2015
  |  Partilhar:

O primeiro teste de diagnóstico rápido para o vírus do Ébola cujo resultado é conhecido em 15 minutos e não requer um laboratório para ser efetuado foi aprovado na semana passada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
 

Com base nesta aprovação da OMS, as agências humanitárias internacionais, que prestam cuidados aos afetados com a doença nos três países mais afetados da África ocidental - Serra Leoa, Libéria e Guiné-Conacri -, podem adquirir e usar este teste.
 

O resultado deste novo tipo de diagnóstico é menos fiável que o teste até à data utilizado (PCR), "mas é mais fácil de usar porque não precisa de eletricidade e pode ser realizado em pequenas instalações sanitárias ou móveis", explicou o porta-voz da OMS, Tarik Jasarevic.
 

A notícia avançada pela agência Lusa refere que no caso de o resultado ser positivo, este deve ser confirmado através de uma análise ao sangue.
 

De acordo com Tarik Jasarevic, o novo teste, desenvolvido pela empresa Corgenix Medical Corp., não poderá ser adquirido de imediato uma vez que ainda está sujeito a procedimentos administrativos nos Estados Unidos, os quais devem estar concluídos no prazo de duas semanas.
 

Segundo os dados mais recentes da OMS, 23.253 pessoas foram infetadas com o vírus do Ébola e 9.380 morreram nesta epidemia, que começou em dezembro de 2013 na África ocidental, a mais grave desde que o vírus foi identificado na África central em 1976.
 

Na semana passada, foram registados 74 novos casos na Serra Leoa, 45 dos quais na capital Freetown, e 52 na Guiné-Conacri.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.