Vírus da Hepatite C eleva risco de Linfoma

Trabalho publicado na JAMA

14 maio 2007
  |  Partilhar:

A Hepatite C aumenta de 20% a 30% os riscos de cancro no sistema linfático, de acordo com um estudo divulgado no “Journal of the American Medical Association” (JAMA). Na pesquisa, feita por cientistas do National Cancer Institute dos EUA e do Baylor College of Medicine, no Texas, os especialistas analisaram históricos médicos de mais de 700 mil pessoas examinadas em hospitais de ex-combatentes nos EUA, entre 1996 e 2004. A maior parte era do sexo masculino (97%), caucasiano, e com uma média etária de 52 anos. De todos estes pacientes, 146.394 foram diagnosticados com uma infecção pelo vírus da Hepatite C, enquanto 572.293 não apresentavam infecção. A Hepatite C é uma inflamação do fígado que pode evoluir para Cirrose ou Cancro do Fígado. As principais formas de transmissão são as relações sexuais sem protecção e a partilha de seringas. Os autores do estudo encontraram um maior risco de Linfoma entre os infectados ao longo de cinco anos. "Trata-se de um dos estudos mais vastos até hoje realizados para avaliar a relação entre a infecção pelo vírus da Hepatite C e os Cancros Linfáticos", disse o doutor John Niederhuber, director do NCI. "Como as causas dos Linfomas permanecem amplamente desconhecidas, estabelecer os factores que contribuem para seu desenvolvimento é o primeiro passo para encontrarmos meios de reduzir a sua incidência e mortalidade", afirmou. Segundo Eric Engels, um dos cientistas do NCI participantes do estudo, "é preciso fazer mais pesquisas para esclarecer a relação entre a infecção pelo vírus da Hepatite C e os Linfomas". MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.