Vírus da gripe: uma nova abordagem

Estudo publicado no “Nature Biotechnology”

30 maio 2012
  |  Partilhar:

Uma equipa internacional de investigadores desenvolveu uma proteína que pode ajudar a combater as epidemias mortais da gripe, dá conta um estudo publicado na “Nature Biotechnology”.

 

Neste artigo foram demonstradas formas de utilizar genes como antivirais, com capacidade de desativar as funções principais do vírus da gripe, explicou, um dos autores do estudo, Tim Whitehead.

 

Desde o início das suas investigações, os investigadores da Michigan State University, nos EUA, utilizaram programas informáticos para desenhar e criar proteínas para que estas tivessem por alvo os locais mais vulneráveis do vírus.

 

Posteriormente, os autores do estudo otimizaram este tipo de proteínas, mapeando de forma exaustiva as mutações que lhes permitiam apresentar vantagens perante determinadas zonas alvo dos vírus.

 

A eficácia destas proteínas foi assim melhorada através de um processo exaustivo de sequenciação do ADN, o qual permitiu sequenciar, simultaneamente, milhões de variantes das proteínas criadas, identificando e mantendo as mutações mais benéficas.

“O nosso estudo deu conta de novas formas de desenvolver proteínas terapêuticas, que esperamos que estimule o desenvolvimento de novos fármacos pela indústria biofarmacêutica”, revelou, em comunicado de imprensa, Tim Whitehead.

 

“Um das nossas proteínas mostrou ser eficaz contra muitos dos vírus da gripe pandémica, nomeadamente vários subtipos do H1N1 e H5N1. Este tipo de terapêuticas são urgentemente necessárias, assim estamos muito satisfeitos por verificar que estas neutralizaram o vírus H1N1 com eficácia”, conclui o investigador.

 

LERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.