Violência sobre crianças e jovens é maior dos seis aos 13 anos

Estudo da Universidade do Porto

24 agosto 2009
  |  Partilhar:

Os maus-tratos infligidos a crianças ocorrem mais na faixa etária dos seis aos 13 anos, no seio de famílias com rendimento familiar mensal baixo e que habitam em zonas rurais, refere um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

 

O estudo, liderado pela investigadora Patrícia Rodrigues, analisou uma amostra de 60 crianças entre os seis e os 16 anos de idade, provenientes de cinco Comissões de Protecção Nacional de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ) do norte do país.

 

O estudo revelou existir uma maior incidência de maus-tratos na faixa etária dos seis aos 13 anos, altura que coincide com a entrada das crianças na escola (o que exige mudanças na rotina familiar e disponibilidade parental para acompanhar a vida escolar dos filhos) e com o período da pré-adolescência (marcada por profundas alterações biológicas, psicológicas, sociais e cognitivas). “Famílias com baixa tolerância ao stress e com fraco investimento emocional parecem não entender este período de maior expressividade e inquietude”, refere a autora.

 

Em termos de género, e segundo o estudo, os maus-tratos ocorrem mais nos rapazes e por parte de ambos pais, enquanto os maus-tratos contra raparigas tendem a ocorrer por um ou outro progenitor, considerados isoladamente.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.