Vinte e seis empresas alteraram mensagens publicitárias de alimentos para crianças

Iniciativa promovida pela Associação Portuguesa de Anunciantes

16 maio 2012
  |  Partilhar:

As conclusões do primeiro relatório de monitorização dos ‘Compromissos do Sector Alimentar em Portugal’, uma iniciativa promovida pela Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN) e pela Federação das Indústrias Agro-Alimentares (FIPA), revelam que as 26 empresas que em 2011 se comprometeram a não publicitar alimentos e bebidas sem recomendações nutricionais, cujo público-alvo são crianças até aos 12 anos, cumpriram os objetivos traçados.

 

O compromisso assumido passa por não apresentar “publicidade a géneros alimentícios dirigida a crianças menores de 12 anos através da televisão, publicações e internet, excetuando-se os produtos que preencham critérios nutricionais que tenham por base evidências científicas aceites e/ou recomendações nutricionais, nacionais ou internacionais aplicáveis”. Abstêm-se igualmente de “efetuar comunicação comercial relacionada com produtos alimentares em escolas do primeiro ciclo, exceto quando especificamente solicitada ou acordada com a escola, e se destinar a fins educativos”.

 

De acordo com a análise efetuada a 31.400 ‘spots’ publicitários das empresas signatárias, que representaram em 2011 cerca de 60 por cento da totalidade do investimento publicitário a alimentos e bebidas em Portugal, a taxa de cumprimento na televisão, na imprensa e na internet foi total, conclui o relatório.

 

“Na televisão, a representatividade total da taxa de cumprimento foi de 99,2 por cento, na imprensa foi de 100 por cento e na Internet foi de 100 por cento”, revela o documento, ao qual a agência Lusa teve acesso.

 

Neste relatório, foram analisados 17 canais de televisão, cinco revistas para crianças e 16 sítios na internet.

 

Os ‘Compromissos do Sector Alimentar’ são uma iniciativa voluntária onde os signatários se comprometem a alterar a forma como comunicam com crianças menores de 12 anos.

 

Este compromisso segue o ‘EU Pledge’, uma iniciativa europeia com os mesmos objetivos, lançada em 2007 com o contributo dos signatários para a ‘European Union Platform for Action and Diet, Phisical Activity and Health’, um fórum estabelecido pelo Comissário Europeu Markos Kyprianou (anterior Comissário Europeu para a Saúde e Assuntos de Consumo) em 2005, como forma de encorajar as partes envolvidas a desenvolver iniciativas que promovam estilos de vida saudáveis no contexto europeu.

 

O relatório de monitorização foi desenvolvido pela Accenture e pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco que avaliaram o cumprimento dos compromissos assumidos pelas 26 empresas signatárias na vertente publicitária nos diferentes órgãos de comunicação social.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.