Vinho poderá ser eficaz na prevenção e tratamento da Helicobacter pylori

Estudo laboratorial realizado em Espanha

13 janeiro 2011
  |  Partilhar:

Vários compostos fenólicos (flavonóides) encontrados no vinho têm uma actividade bactericida contra a Helicobacter pylori, a bactéria responsável pela maior parte das úlceras gástricas e por alguns tipos de gastrite, sugere um estudo espanhol que realizou apenas testes laboratoriais.

 

O estudo foi realizado por investigadores do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) em conjunto com o Hospital Universitário de La Princesa de Madrid, Espanha.

 

Para o estudo, os cientistas analisaram 28 estirpes de Helicobacter pylori obtidas de pacientes com sintomas gastrointestinais. As estirpes foram cultivadas e submetidas a diferentes compostos fenólicos, presentes nas uvas e vinho nomeadamente: o resveratrol, epicatequina, quercetina, ácido gálico, ácido cumárico e ácido ferrúlico.

 

Foi verificado que todos os compostos mostraram alguma eficácia contra as estirpes bacterianas testadas excepto o ácido gálico, cumárico e ferrúlico.

 

Estima-se que mais de dois terços da população mundial estejam infectados por esta bactéria, que causa cerca de 90% das úlceras duodenais e entre 75 e 85% das úlceras gástricas.

 

Em comunicado, o investigador Adolfo Martinez, relembrou que "o poder antimicrobiano destas substâncias naturais do vinho, juntamente com uma dieta adequada, podem ser uma ferramenta útil no tratamento de úlceras gástricas e duodenais e uma alternativa ou complemento ao tratamento com antibióticos".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.