Vingança chinesa

Paciente descontente com resultados de cirurgia faz explodir hospital

14 dezembro 2001
  |  Partilhar:

Aparentemente, o problema seria simples. Bao Jihou, um cidadão 55 anos de Chongqing, sudoeste da China, foi atendido no hospital da cidade com um problema que lhe afectava a visão. Li Mingsu, o médico que o observou, diagnosticou-lhe um descolamento na retina e aconselhou-lhe a operação.
 

 

Mas Bao não ficou contente com os resultados da intervenção cirúrgica e no mês de Novembro voltou ao hospital, com uma reclamação explosiva. Farto de se queixar do problema que lhe mudara, por completo, a vida, e sem obter qualquer tipo de resposta para o seu problema, Bao entrou pelo serviço de oftalmologia do hospital e accionou um explosivo que trazia consigo. Do acidente, conta a agência de informação chinesa Xinhua, resultaram cinco mortos –entre os quais o paciente e o médico – e mais 35 feridos.
 

 

Apesar do trágico episódio ter acontecido há mais de um mês, só agora o governo chinês permitiu a cobertura jornalística do ocorrido, dado que, alegam fontes governamentais, a polícia esteve a tentar resolver o caso.
 

 

Mas a imprensa local tem outra versão para que a história não tenha sido contada na devida altura. É que, dizem os jornais locais, a China impôs, este ano, uma sanção severa sobre explosivos ilegais após ter ocorrido uma série de explosões fatais - alguns acidentes e ataques manifestos - e quando se questiona no país a facilidade e os baixos preços para adquiri-los.
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI - Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.