VIH esconde-se nas células da medula óssea

Estudo publicado na revista “Nature Medicine”

11 março 2010
  |  Partilhar:

Os anti-retrovirais conseguem reduzir os níveis do vírus VIH (causador da sida) no sangue mas, se a medicação for interrompida, o vírus volta a atacar o organismo. Num estudo publicado na revista “Nature Medicine”, os cientistas dizem ter encontrado uma de muitas outras razões para que isto aconteça: o vírus esconde-se na medula óssea.

 

A ciência sabe que o VIH consegue resistir aos fármacos, evitando a aniquilação completa. Actualmente, os anti-retrovirais conseguem impedir que o vírus infecte novas células, mas não eliminam as células que contêm vírus e que possuem o potencial de criar novas partículas virais.

 

A equipa liderada por Kathleen Collins, da University of Michigan, nos EUA, verificou, ao examinar em laboratório amostras de sangue de pessoas seropositivas, que o vírus consegue infectar certos tipos de células da medula óssea precursoras de células sanguíneas.

 

Segundo explicou a investigadora em comunicado de imprensa, o vírus fica latente nas células da medula óssea, mas, quando essas células progenitoras se convertem em células sanguíneas, ele pode ser reactivado e causar uma nova infecção.

 

Esta é, no entanto, apenas uma das razões que explicam a infecção pelo VIH. Para o banir por completo do organismo, precisaríamos de conhecer todas as fontes de infecção e conseguir eliminá-las. Esta é a esperança da autora do estudo. “A longo prazo, estes dados poderão ajudar os cientistas a desenvolver formas de erradicar o VIH ou a converter as terapias medicamentosas para toda a vida em terapias de tempo definido”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.