Vida de inventor do preservativo em livro

Julius Fromm desenvolveu “Fromms Act”

28 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

A vida de Julius Fromm, um filho de judeus russos emigrados para Berlim que, há quase 100 anos, inventou o preservativo, e mais tarde seria expropriado pelo regime nazi, foi passada a livro por dois jornalistas alemães.
 

 

Fromm só tinha frequentado a instrução primária, na viragem para o Século XX, na grande metrópole alemã, mas mais tarde inscreveu- se num curso nocturno para aprender Química e teve a ideia de fabricar preservativos, passando rapidamente à fase de industrialização.
 

 

"Foi numa época em que ocorreu uma grande liberalização dos costumes, e por isso Fromm chegou ao mercado na altura certa", explicou um dos dois autores, Michael Sonntheimer, em Berlim, na apresentação do livro que decorreu esta semana.
 

 

O tempo estava maduro para as pessoas começarem a usar o "Frommser", nome do primeiro preservativo de marca feito na revolucionária fábrica, que derivava do nome do seu inventor Julius Fromm. "Era uma consequência da vida boémia na Alemanha, mas também da Primeira Guerra Mundial", explicou Goetz Aly, co-autor da obra.
 

 

Nos bordéis do exército, o uso do preservativo passou a ser obrigatório, os médicos militares zelavam para que as Doenças Venéreas não se propagassem, e foi assim que a gente simples, os filhos dos camponeses, souberam pela primeira vez que havia Meios Contraceptivos, e como é que deviam usá-los.
 

 

Fontes: Lusa e Jornal de Notícias
 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.