Viajantes oriundos de países onde existe raiva devem consultar um médico

Recomendações da Direção-Geral da Saúde

03 fevereiro 2012
  |  Partilhar:

Os viajantes oriundos de países onde existe raiva, nomeadamente Angola e Guiné-Bissau, devem consultar um médico caso tenham sido mordidos por animais potencialmente infetados, recomendou A Direção-Geral da Saúde (DGS) após a deteção de dois casos em Portugal.

 

O diretor-geral da Saúde revelou à agência Lusa que “estes casos não foram adquiridos em Portugal”, acrescentando que as duas vítimas acabaram por morrer, uma delas em Portugal.

 

Francisco George explicou que “a raiva é uma doença infeciosa que, uma vez declarada, mata sempre”. Contudo, as pessoas podem vacinar-se contra a raiva depois da agressão do animal.

 

“É uma doença que pode ser evitada, mesmo depois de a pessoa ter sido mordida por um cão ou por um gato, num país onde existe este problema. A vacina é eficaz se for administrada mesmo depois da exposição à mordedura”, informou.

 

Em comunicado publicado no site, a DGS lembra que “Portugal é um país livre de raiva animal e sem ocorrência de casos humanos autóctones desde 1952”.

 

No entanto, salienta, a doença pode ocorrer em pessoas provenientes de países onde a raiva animal ainda não foi eliminada.

 

Segundo a DGS, a ocorrência destes dois casos nos últimos seis meses “evidencia a possibilidade de importação de casos no contexto da mobilidade de pessoas oriundas de países onde a enzootia tem progredido nos últimos anos, nomeadamente nos de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa”,

 

Assim, a DGS recomenda aos viajantes provenientes de áreas geográficas onde a raiva é enzoótica (cães, gatos, morcegos ou outros animais selvagens) para consultar um médico caso tenham sido expostos “a mordeduras, beliscaduras, arranhões e/ou abrasões de animais potencialmente infetados”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.