Viagra diminuiu sintomas de esclerose múltipla em animais

Estudo publicado na “Acta Neuropathologica”

24 maio 2011
  |  Partilhar:

A administração diária de sildenafil - vendido sob o nome de Viagra (Pfizer) - reduz os sintomas da esclerose múltipla, segundo um estudo da Universidade Autónoma de Barcelona (UAB), Espanha, realizado em modelos animais.

 

O estudo, publicado na “Acta Neuropathologica”, demonstra uma recuperação praticamente completa em 50% dos animais após oito dias de tratamento. Os cientistas comprovaram que o fármaco reduz a infiltração das células inflamatórias na substância branca da medula espinal, reduz os danos nos axónios dos neurónios e promove a recuperação da mielina. Isso ocorre porque o sildenafil - juntamente com tadalafil (Cialis) e vardenafil (Levitra) - é parte de um grupo de vasodilatadores, conhecidos como inibidores da fosfodiesterase tipo 5 (PDE5), que também poderão servir como neuroprotectores.

 

A esclerose múltipla é a doença inflamatória crónica do sistema nervoso central mais comum e uma das principais causas de incapacidade em jovens adultos, caracterizada pela presença de inúmeros focos de desmielinização - perda de mielina dos axónios que dificulta a comunicação entre os neurónios - e neurodegeneração.

 

Embora não exista cura para esta doença, alguns medicamentos podem combater os sintomas e retardar o seu desenvolvimento. A pesquisa foi realizada pelo Instituto de Biotecnologia e Biomedicina da UAB, em colaboração com o Instituto de Neurociências da mesma universidade.
A UAB publicou em 2010 um estudo no “Journal of Neurochemistry “, no qual demonstrou que um destes inibidores reduzia a neuroinflamação e o dano neuronal num modelo animal com lesão cerebral traumática.

 

Os investigadores esperam iniciar brevemente ensaios clínicos em pacientes, uma vez que o medicamento é bem tolerado e tem sido utilizado para tratar a disfunção sexual em alguns pacientes com esclerose múltipla.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.