Verrugas genitais: três doses da vacina contra o HPV é o recomendável

Estudo publicado no “The Journal of American Medical Association”

17 fevereiro 2014
  |  Partilhar:

Apesar de o principal objetivo da vacina contra vírus do papiloma humano (HPV) ser a proteção contra o desenvolvimento cancro do colo do útero, as verrugas genitais podem também ser prevenidas com esta vacina. Investigadores suecos constataram que a administração de duas doses da vacina conferem uma boa proteção contra as verrugas genitais, mas três doses tornam a proteção ainda mais eficaz, dá conta um estudo publicado “The Journal of American Medical Association”.
 

Os investigadores do Instituto Karolinska, na Suécia, referem que esta vacina confere proteção contra vários tipos de HPV, incluindo aqueles que causam cancro do colo do útero e verrugas genitais. Apesar de atualmente ser recomendada a administração de três doses da vacina, está em discussão a possibilidade da redução para duas doses. Atualmente não existe nenhum dado que apoie que, em termos de duração da proteção, a administração de duas doses seja tão eficaz quanto as três doses.
 

Neste estudo, os investigadores analisaram os dados de mais de 1 milhão de raparigas que tinham entre 10 e 24 anos de idade. As participantes foram divididas em dois grupos. As que não tinham sido vacinadas e as que tinha tomado uma, duas ou três doses da vacina contra o HPV. Das raparigas que tinham sido vacinas, oito em cada dez tinham recebido três doses da vacina.  
 

O estudo apurou que ao longo do período de acompanhamento, que teve uma duração média de 3,8 anos, foram diagnosticados 20.383 novos casos de verrugas genitais. Foi verificado que havia uma associação entre a ocorrência de verrugas genitais e o número de doses de vacina administrada.
 

Os investigadores observaram que a administração de duas doses da vacina conferiu uma boa proteção, acima dos 71%, mas os resultados obtidos com três doses foram mais elevados, 82%.
 

“Os nossos resultados sugerem que devem continuar a ser administradas três doses da vacina, mas devemos estar recetivos à administração futura de duas doses após serem conduzidos mais estudos tendo em conta a proteção contra o desenvolvimento de verrugas genitais e os estádios iniciais do cancro do colo do útero”, conclui a líder do estudo, Lisen Arnheim Dahlström.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.