Verão de 2003 foi o mais quente na Europa desde 1500

Estudo publicado na Science

05 março 2004
  |  Partilhar:

O Verão de 2003 na Europa foi, provavelmente, o mais quente dos últimos 500 anos, segundo um estudo de um grupo de cientistas da Universidade de Berna, na Suíça. O estudo, hoje publicado na revista «Science», faz uma análise detalhada da variação das temperaturas na Europa desde 1500 e conclui que houve um aumento significativo nas últimas décadas.Para reconstituir o que se passou com o clima nos últimos séculos, os cientistas utilizaram, por um lado, séries de dados obtidos por métodos indirectos, como a análise dos anéis de crescimento de árvores centenárias ou de amostras de solo ou de gelo. Medições fiáveis com termómetros existem apenas para os últimos 150 anos. Com base nisto, concluíram que os invernos europeus do século XX foram cerca 0,5 graus Celsius mais quentes do que os dos séculos anteriores, salvo em pequenos períodos em torno de 1530 e de 1730. O Inverno mais frio foi o de 1708/1709. Para os verões, o padrão não é idêntico. A Europa passou por uma fase de temperaturas mais elevadas entre 1750 e a segunda metade do século XIX. O ano de 1757, aliás, registou o segundo Verão mais escaldante desde 1500, só vindo a ser destronado dois séculos e meio mais tarde, pela canícula de 2003. Entre estes dois picos, estão fases de mais calor e de mais frio, neste último caso mais intenso por volta da viragem para o século XX. Foi no Verão de 1902 que os termómetros estiveram mais baixos do que nunca.Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.