Veneza poluída

Onze substâncias tóxicas encontradas nos canais

15 junho 2005
  |  Partilhar:

 

 

Estudo revela alta toxicidade nos canais da cidade mais romântica do mundo.
 

 

Chumbo, hidrocarbonetos, zinco, arsénico ou pesticidas são algumas das onze substâncias tóxicas encontradas nos canais de Veneza, durante um estudo no qual foram analisados sedimentos da cidade italiana.
 

 

O Conselho Nacional de Pesquisa e a Câmara Municipal de Veneza solicitaram este relatório, elaborado durante dez anos e divulgado recentemente como parte do projecto de recuperação e saneamento dos canais históricos.
 

 

O relatório baseia-se na análise de 295 mil metros cúbicos de sedimentos sob os canais, nos quais também foram detectados cádmio, níquel e cromo, entre outras substâncias.
 

 

Os especialistas do grupo afirmaram que a análise das substâncias tóxicas leva à conclusão de que este é um tipo de contaminação urbana, semelhante à encontrada em muitas outras cidades com canais, como Estocolmo e Amesterdão, que têm indústria portuária próxima.
 

 

Segundo o estudo, os motivos da contaminação devem-se ao intenso tráfico aquático observado nos canais, ao efeito da chuva, à corrosão dos mármores e das estruturas metálicas e à água procedente dos esgotos, entre outros aspectos.
 

 

Os técnicos também assinalaram que outro dos graves problemas para as águas venezianas é a presença das 130 mil pessoas que, entre turistas e habitantes, transitam diariamente pela cidade. A pretensão agora é limpar os canais de todas as substâncias tóxicas, já que alguns deles não são saneados há mais de 30 anos.
 

 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.