Veneno de viúva negra combate impotência

Substância também é contraceptiva

13 janeiro 2005
  |  Partilhar:

Uma nova pílula contra a impotência sexual que seja também um contraceptivo masculino. É uma espécie de dois em que um grupo de cientistas chilenos está decidida a levar até ao fim. Para isso, estão a recorrer ao veneno da aranha viúva negra, espécie conhecida pela tendência das fêmeas em devorar o macho após relação sexual.O veneno dessa aranha pode produzir contracção muscular, aceleração cardíaca e até a morte. Os cientistas da Universidade La Frontera, em Temuco, sul do Chile, estudam este veneno há, pelo menos, sete anos e querem sintetizar todos os seus elementos para produzir um medicamento que fortaleça o coração e ajude os homens que sofram de disfunção eréctil.Tal como foi a descoberto o Viagra, acidentalmente, a equipa descobriu que uma das substâncias do veneno pode não só facilitar a erecção, como também tornar o sémen infértil. Num laboratório repleto de aranhas venenosas, capturadas no norte do Chile, o investigador Fernando Romero explicou à Reuters que esta nova droga pode ajudar o funcionamento da erecção masculina sem a preocupação de engravidar a companheira. Segundo o director do projecto, o efeito contraceptivo da droga pode durar até 20 minutos, dependendo da dosagem.Romero ainda adiantou que o possível medicamento a ser patenteado teria um efeito semelhante ao do Viagra. Neste momento, o grupo trabalha no isolamento e eliminação dos agentes do veneno que afectam a função cardíaca. O Viagra funciona bloqueando a enzima PDE-5, que afecta o fluxo de sangue para o pénis.Vários médicos chilenos ouvidos pela Reuters demonstraram cepticismo quanto ao projecto antes de verem os resultados científicos, mas todos louvam a realização da investigação.  Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.