Veículos eléctricos sem condutor apresentados no Hospital Rovisco Pais

Teste “Cybercar”

24 julho 2007
  |  Partilhar:

 

Dois veículos eléctricos sem condutor para transporte de pessoas em cadeira de rodas foram testados na semana passada no Hospital Rovisco Pais, Tocha, num projecto inovador para agilizar a deslocação de doentes.
 

 

"É como um elevador horizontal onde a pessoa escolhe o destino. São veículos eléctricos que seguem um cabo no chão e o objectivo é não terem condutor", explicou António Cunha, do Laboratório de Automática e Sistemas do Instituto Pedro Nunes (LAS/IPN), responsável pelo projecto.
 

 

A demonstração incluiu um percurso de cerca de 1,5 quilómetros, cumpridos por dois veículos entre os três principais edifícios do hospital (Reabilitação Geral, Refeitório e Ambulatório).
 

 

O teste do Cybercar - um veículo sem condutor que cumpre um percurso seleccionado pelo ocupante - resultou de um contacto do hospital com o LAS/IPN, para "melhorar o transporte interno e dar autonomia às pessoas que estão a realizar fisioterapia", acrescentou António Cunha.
 

 

O Cybercar é um veículo eléctrico, não poluente, desenhado para pequenas viagens a baixa velocidade, sendo monitorizado por um sistema central.
 

 

Utiliza um sistema de rádio-frequência para se deslocar, acelerando, travando e fazendo paragens pré-estabelecidas, consoante a programação que possui. Evita obstáculos pelo caminho, imobilizando-se com recurso a um sistema de ultra-sons.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.