Vasos sanguíneos controlam crescimento cerebral

Estudo publicado no “Proceedings of the National Academy of Sciences”

11 novembro 2016
  |  Partilhar:

Os vasos sanguíneos desempenham um papel importante na reprodução das células estaminais, permitindo o crescimento do cérebro e o desenvolvimento no útero, sugere um estudo publicado no “Proceedings of the National Academy of Sciences”.
 

O estudo levado a cabo pelos investigadores do Instituto de Oftalmologia da UCL, no Reino Unido, demonstra que os vasos sanguíneos podem aumentar o número de células estaminais neurais dentro de um organismo vivo. Estes resultados podem ser importantes para o desenvolvimento de terapias baseadas nas células estaminais para regenerar partes do sistema nervoso doentes ou danificadas.
 

No cérebro em desenvolvimento, os novos neurónios são produzidos por células estaminais neuronais em áreas “neurogénicas”, onde têm que ser instruídos acerca de quando e quantas vezes se devem dividir ou que tipo de descendência devem produzir. Contudo, até à data, ainda não eram conhecidos os sinais responsáveis por estas instruções.
 

No estudo, os investigadores, liderados por Mathew Tata, analisaram o comportamento das células estaminais neuronais no tronco encefálico de ratinhos sem a proteína do vaso sanguíneo NRP1, uma vez que esta parte do cérebro é especialmente importante para o controlo de processos fundamentais, como a respiração e a frequência cardíaca.
 

A prevenção do crescimento dos vasos sanguíneos em áreas neurogénicas interfere com a normal produção de neurónios normais, o que faz com que as células estaminais neuronais percam a sua capacidade de reproduzir. Como resultado, as células estaminais desaparecem do tronco cerebral antes de o seu crescimento estar completo. Desta forma, os animais que não apresentam a proteína NRP1 têm troncos cerebrais mais pequenos.
 

Este estudo demonstra, pela primeira vez, que os vasos sanguíneos não são apenas importantes para o fornecimento de sangue ao cérebro em desenvolvimento, mas também desempenham um papel importante na sinalização de células estaminais.
 

Christiana Ruhrberg, uma outra autora do estudo, refere que os vasos sanguíneos são mais conhecidos pela sua importância no fornecimento de oxigénio e nutrientes ao cérebro. No entanto, a descoberta mais intrigante do estudo foi que os vasos sanguíneos não regulam o comportamento das células estaminais neurais no tronco cerebral simplesmente através do seu papel na oxigenação do cérebro ou na manutenção do tecido cerebral saudável.
 

A investigadora conclui que este estudo demonstrou que os vasos sanguíneos também fornecem sinais importantes que permitem que as células estaminais se reproduzam por um maior período de tempo, antes de se tornarem permanentemente células nervosas que não se podem multiplicar.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar