Vareniclina mostra-se eficaz no combate ao tabagismo

Estudo publicado na “The Cochrane Library”

28 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

Um estudo publicado na última edição da “The Cochrane Library” revela que os fumadores, aos quais foi administrado o fármaco vareniclina, têm três vezes mais probabilidades de conseguir deixar o vício do que aqueles que tentam deixar de fumar sem tomar qualquer medicamento.
 

 

A vareniclina, produzida pelo laboratório farmacêutico Pfizer, estimula parcialmente os receptores de nicotina existentes no cérebro, o que ajuda a reduzir os sintomas provocados pela abstinência do cigarro. O fármaco também diminui a possibilidade da nicotina se unir a esses receptores, o que torna o fumo menos prazeroso e, por consequência, provoca uma diminuição da vontade de fumar.
 

 

A equipa liderada por Kate Cahill, da University of Oxford, no Reino Unido, analisou os dados de seis estudos patrocinados pelo laboratório. O levantamento incluiu 4.924 fumadores, sendo que 2.451 usaram vareniclina.
 

A equipa descobriu que as pessoas que tomaram vareniclina duas vezes por dia aumentaram as probabilidades de deixar de fumar durante cerca de um ano. Já o grupo que tomou apenas placebo conseguiu manter-se afastado do cigarro durante quatro meses no máximo.
 

 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.