Vacinas RotaTeq e Prevenar 13 suspensas podem ser comercializadas

Anúncio feito pelo Infarmed

02 agosto 2012
  |  Partilhar:

Os lotes das vacinas RotaTeq e Prevenar 13 que tinham sido suspensos já podem voltar a ser comercializados e administrados em Portugal, depois de o comité de medicamentos ter excluído qualquer ligação com reações adversas graves em crianças.
 

A Autoridade do Medicamento (Infarmed) esclarece que o Comité de Medicamentos para Uso Humano da Agência Europeia do Medicamento “considerou que não foi estabelecido nexo de causalidade entre a reação e a administração das duas vacinas envolvidas”.
 

A notícia avançada pela agência Lusa refere que este comité tinha estado a avaliar um caso de suspeita de reação grave ocorrida em Portugal, depois de em março um bebé de meio ano ter morrido numa creche em Camarate, Loures, após ter sido recentemente vacinado. Em causa estavam os lotes das vacinas RotaTeq, solução oral, lote nº 1590AA/0671579, com prazo de validade 31/05/2013, e Prevenar 13, suspensão injetável, lote nº F73745 (917690), com prazo de validade 31/05/2014.
 

Na altura, a Direcção-Geral de Saúde já tinha esclarecido que a morte do bebé não estava relacionada com as vacinas RotaTeq e Prevenar 13.
 

O Infarmed vem agora anunciar que os lotes destas vacinas já podem voltar a ser dispensados em farmácias e administrados por profissionais de saúde.
 

A vacina Prevenar é administrada contra infeções graves causadas por Streptococcus, incluindo a meningite, enquanto a RotaTeq previne contra a gastroenterite.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.