Vacinas contra gripe são pouco eficazes

Estudos trazem dados preocupantes

03 outubro 2005
  |  Partilhar:

 

 

Enquanto um pouco por todo o mundo, os governos encomendam milhões de doses de vacinas anti-gripe e fármacos anti-virais, de modo a conter uma possível pandemia de gripe, dois novos e surpreendentes estudos, divulgadas recentemente na revista médica britânica “Lancet”, mostram que essas formas de tratamento são bem menos eficazes do que se imagina.
 

 

Num dos estudos, cientistas de vários países analisaram os dados de investigações mundiais com pacientes que usaram a vacina da gripe nos últimos 37 anos. Os cientistas verificaram que a vacina mostrou uma capacidade no máximo "modesta" de prevenir a influenza ou as suas complicações em pessoas idosas.
 

 

Segundo Tom Jefferson, do projecto Cochrane Vaccines Field, em Roma, “ o impacto destas vacinas na comunidade é sobre-valorizada. No caso de uma pandemia, não temos certeza da eficácia do efeito dessas vacinas nos idosos”.
 

 

No segundo estudo, cientistas dos Centers for Disease Control and Prevention em Atlanta descobriram que o vírus influenza, particularmente o responsável pela gripe das aves, tinha desenvolvido índices altos de resistência à única classe de fármaco anti-viral barato disponível - os medicamentos serviam para tratar só por apenas uma vez um paciente com gripe.
 

 

Este grau de resistência do vírus aumentou rapidamente desde que 2003, sobretudo na Ásia. Antes de 2000, quase nenhum vírus era resistente ao medicamento Amantadine. As implicações imediatas destas descobertas são bastante pessimistas sobretudo para os países em desenvolvimento, já que as nações desenvolvidas encomendam fármacos antivirais cada vez mais modernos e caros, como o Tamiflu, que são eficientes contra a doença.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.