Vacinação em todo o mundo não tem acesso equitativo

Relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), UNICEF e Banco Mundial

22 outubro 2009
  |  Partilhar:

As taxas de vacinação nunca foram tão altas e o desenvolvimento das próprias vacinas nunca atingiu patamares tão elevados. Contudo, o acesso à vacinação continua a não ser equitativo, segundo uma avaliação recente publicada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), UNICEF e Banco Mundial.

 

Segundo o relatório "Vacinas e vacinação: a situação no mundo", actualmente o número de lactentes vacinados é mais elevado do que nunca, com um recorde de 106 milhões de crianças em 2008.

 

Contudo, o mesmo documento refere que, de acordo com as estimativas, 24 milhões de crianças não beneficiam sempre de certas vacinas indispensáveis, correntes nos países ricos. Será necessário, pelo menos, mais um bilião de dólares por ano para garantir a administração das vacinas novas e das que já existem às crianças dos 72 países mais pobres. O relatório apela, por isso, a que os países dadores colaborem para suprirem as lacunas do financiamento.

 

O relatório estima ainda que existam actualmente pelo menos 120 vacinas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar