Vacinação contra a gripe nos idosos pouco estudada

Mega-análise publicada no sítio “AlphaGalileo”

22 fevereiro 2010
  |  Partilhar:

Apesar de a vacinação contra a gripe ser recomendada a pessoas com mais de 65 anos, um levantamento dos estudos realizados sobre a vacinação nesta faixa etária concluiu que praticamente não há dados seguros de que ela seja eficaz.

 

Um estudo conduzido pela Cochrane Collaboration, uma Organização Não Governamental (ONG) com sede em Roma, Itália, e divulgado esta semana no sítio “AlphaGalileo”, analisou os resultados de 75 investigações sobre vacinação nos idosos.

 

Segundo os autores, apenas um dos estudos usou métodos precisos (aleatórios e controlados) e mostrou uma redução no número de casos da doença. Refere a nota enviada à imprensa que a quase totalidade dos estudos eram de baixa qualidade ou registavam resultados indirectos da vacina, como o aumento de anticorpos contra o vírus. Esse tipo de dados, de acordo com a Cochrane, não prova que tenha havido uma diminuição do número de idosos doentes.

 

A organização recomenda aos países que financiem testes seguros e de longa duração, de modo a avaliarem a eficácia da vacina. "Como as provas são tão escassas no momento, deveríamos olhar para outras estratégias para complementar a vacinação. Algumas delas são coisas muito simples como a higiene pessoal, alimentação adequada e hidratação”, sugeriu Tom Jefferson, da ONG.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.