Vacina trata lesões pré-cancerosas causadas pelo HPV

Estudo publicado no “New England Journal of Medicine”

25 novembro 2009
  |  Partilhar:

Investigadores holandeses testaram a acção de uma nova vacina contra o HPV (vírus do papiloma humano) e verificaram que esta funciona e contribui para a regressão de lesões pré-cancerosas, revela um estudo publicado no “New England Journal of Medicine”.

 

Esta nova vacina é diferente das existentes no mercado, dado que ela funciona como uma forma de tratamento e não apenas de prevenção da doença.

 

A neoplasia intra-epitelial vulvar é uma doença crónica com alto risco de evolução para cancro e está relacionada com alguns tipos de HPV, sendo o HPV-16 responsável por 75% dos casos.

 

A nova vacina foi desenvolvida a partir de proteínas sintéticas semelhantes às do HPV-16. Ao todo, os investigadores da Universidade de Leiden, na Holanda, testaram 20 mulheres, sendo que nove apresentaram uma regressão total das lesões e cinco relataram uma diminuição de, pelo menos, 50% do tamanho das lesões já existentes.

 

Ao longo de três anos de acompanhamento, nenhuma mulher que apresentou regressão total voltou a desenvolver a doença. 

 

Nas próximas fases da investigação, a equipa liderada por Sjoerd H. van der Burg quer descobrir por que razão a vacina não funcionou em todas as pacientes bem como melhorar a acção farmacológica da vacina, de modo a verificar se funciona em casos de cancro do colo do útero e, mesmo, noutros tumores.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.