Vacina preventiva contra o vírus da sida

Nova vacina pode evitar infecção de múltiplas estirpes do HIV

19 agosto 2002
  |  Partilhar:

Uma potencial vacina contra múltiplas estirpes do vírus da sida foi desenvolvida por investigadores do Instituto de Virologia Humana da Universidade do Maryland, nos EUA.
 

 

Segundo os cientistas, o novo complexo químico produzido pode mesmo evitar que as pessoas sejam infectadas pelo HIV, o que até agora nunca foi alcançado por outra vacina. As conclusões do estudo são apresentadas esta semana na revista Proceedings in the National Academy of Sciences.
 

 

Os investigadores produziram complexos artificiais das proteínas gp120-CD4, com as quais pretendem vacinar pequenos animais e macacos. «Este complexo tem-se mostrado capaz de gerar anticorpos e neutralizar uma vasta variedade de estirpes do HIV-1», comentou Anthony Devico, um dos cientistas envolvidos no projecto.
 

 

A proteína gp120, que está à superfície do HIV, sofre mutações muito rápidas, o que faz com que o organismo não consiga actualizar a produção de anticorpos ao mesmo ritmo, mesmo que tenha sido reforçado com uma vacina. Segundo os investigadores, é esta situação que torna difícil produzir uma vacina eficaz.
 

 

De acordo com o co-descobridor do HIV e director do Instituto de Virologia Humana, Robert Gallo, a vacina agora desenvolvida «é uma das descobertas mais excitantes» que testemunhou. Segundo este investigador, o problema das vacinas actuais é que só funcionam contra o tipo de vírus usado em laboratório.
 

 

Durante os próximos dois anos, vão ser feitos testes para avaliar a segurança e a capacidade da vacina de gerar uma resposta imunitária rápida.
 

 

Fonte:Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.