Vacina pode «salvar» fígado

Detém e reverte os danos provocados pela hepatite C

05 novembro 2002
  |  Partilhar:

Uma empresa belga anunciou esta semana ter desenvolvido uma vacina que pode deter e até reverter os danos no fígado de pacientes com hepatite C, de acordo com a revista New Scientist.
 

 

A companhia Innogenetics testou a vacina, baseada numa proteína encontrada no vírus da hepatite C, em 24 voluntários, infectados há cerca de 19 anos. Os pacientes receberam cinco doses da vacina terapêutica a cada três semanas e outras seis depois de um intervalo de seis meses.
 

 

Os investigadores fizeram biópsias ao fígado dos voluntários antes e depois do tratamento e verificaram que a vacina evitou que a inflamação e a cicatrização do fígado piorassem na maioria dos casos. Além disso, em nove pacientes, que tiveram uma resposta mais forte à vacina, a condição do fígado melhorou significativamente.
 

Frank Hulstaert, chefe da pesquisa clínica da Innogenetics, ressaltou, no entanto, ser necessário mais estudos para confirmar os resultados.
 

 

A hepatite C é transmitida por contacto com sangue, como em transfusões ou com o uso partilhado de agulhas. Os primeiros sintomas da doença são leves, mas em cerca de um terço dos afectados, o fígado deixa de funcionar de um modo adequado. A doença é uma das principais causas de transplante de fígado.
 

 

Apenas nos Estados Unidos e Europa, nove milhões de pessoas são portadoras de hepatite C, segundo a revista. Um relatório, que será apresentado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2003, estima que 200 milhões de pessoas estejam contaminadas em todo o mundo.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

New Scientist
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.