Vacina da gripe apresenta baixo risco a pessoas alérgicas a ovos

Estudo publicado no “Journal of Allergy and Clinical Immunology”

11 maio 2011
  |  Partilhar:

As actuais vacinas contra a gripe contêm muito menos albumina de ovo do que se pensava anteriormente, tornando-as mais seguras para crianças e adultos alérgicos a ovos, sugere um estudo publicado no “Journal of Allergy and Clinical Immunology”.

 

Estima-se que 3,6% da população seja alérgica ao ovo. Após a aplicação da vacina da gripe, surgiram casos raros de anafilaxia devido ao facto de esta conter algumas proteínas da clara do ovo, provenientes da sua produção em ovos de galinha.

 

A equipa, liderada por Susan Laubach, do Walter Reed Army Medical Center de Washington, EUA, testou várias marcas de vacinas antigripais, aprovadas pelo Food and Drug Administration dos EUA (a entidade que controla os medicamentos e os alimentos nos EUA) para o período de 2010-2011. No total, analisaram até cinco lotes de produção de cada vacina.

 

Todos os produtos analisados continham menos proteína de ovo do que relatava o fabricante (menos dos 1,2 mcg / mL recomendados). O nível da vacina FluMist foi o mais baixo, apresentando 0,00066 e 0,00085 mcg / mL. A vacina Fluzone apresentou os níveis mais altos: 0,107-0,330 mcg / mL.

 

Ainda assim, existe sempre a incerteza derivada da variabilidade existente de lote para lote, ano para ano e de fabricante para fabricante.

 

Em comunicado de imprensa, James Li, da Clínica Mayo em Rochester, Minnesota, afirmou que "o actual foco de debate incide sobre se os indivíduos alérgicos a ovo devem ou não receber a vacina antigripal no consultório de um alergologista preparado para lidar com uma possível reacção alérgica".

 

James Li acrescentou ainda que "se for demonstrado que o risco de uma reacção grave é realmente baixo, poderíamos dizer que pode aplicar-se a vacina antigripal, em crianças e adultos alérgicos ao ovo, em instalações de cuidados primários".

 

Para tal, a equipa propõe que os laboratórios, os centros académicos e os centros para controlo e prevenção de doenças, meçam e se informem anualmente sobre o conteúdo real de cada vacina disponível.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.