Vacina contra dengue poderá entrar no mercado no prazo de cinco anos

Dados revelados pelo presidente da Fundação Oswaldo Cruz

25 outubro 2011
  |  Partilhar:

O Brasil poderá ter uma vacina contra o dengue no prazo de cinco anos, anunciou agência à Lusa o presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que confirmou estar adiantado o projecto de parceria com o laboratório farmacêutico GSK (Glaxo SmithKline).

 

A primeira fase clínica deverá começar ainda este ano e decorrerá em três capitais brasileiras, Salvador, Fortaleza e Manaus, para uma população ainda reduzida, de cerca de 100 pessoas. "Estamos a desenhar e a preparar o censo da população que participará nesse processo", salientou o responsável.

 

O presidente da Fiocruz, o médico Paulo Gadelha, adiantou ainda que o projecto tem a vantagem de querer desenvolver uma vacina contra os quatro tipos da doença (Dengue tipo 1, 2, 3 e 4).

 

Há quatro anos a tentar criar uma vacina que abranja os quatros tipos da doença, a Fiocruz tem estabelecido uma parceria inédita com a multinacional GSK e deverá iniciar a primeira etapa de testes clínicos até ao final deste ano.

 

Para o Verão de 2012, o combate ao mosquito que transmite a dengue terá também o reforço de um bioinsecticida, um produto criado a partir das bactérias encontradas no solo brasileiro e isoladas no laboratório de Farmanguinhos, uma unidade da Fiocruz.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.