Vacina contra a varicela protege após contágio

Estudo publicado na revista “Pediatric Infectious Disease Journal”

03 fevereiro 2010
  |  Partilhar:

Receber a vacina contra a varicela até cinco dias após a exposição ao vírus reduz o risco de contágio e é altamente eficaz para atenuar a gravidade da doença, revela um estudo espanhol publicado na revista “Pediatric Infectious Disease Journal”.

 

No estudo, liderado por Maria Brotons, do Hospital Universitário Vall d'Hebron de Barcelona, foi verificado que, das 67 pessoas (crianças e adultos) que receberam a vacina contra a varicela zóster dentro dos cinco dias seguintes à exposição ao vírus, só 22 ficaram doentes. Isto é, segundo os investigadores, menos 62% do que se esperava que adoecessem.

 

Igualmente importante foi o facto de os investigadores terem constatado que a vacinação preveniu em 79% o desenvolvimento da doença nas suas formas moderada e severa. Segundo os investigadores, a inoculação foi igualmente eficaz em crianças e adultos.

 

Normalmente, a varicela é uma doença leve, contudo, em certos casos, o vírus pode causar complicações e deixar lesões na pele. Crianças pequenas e adolescentes estão especialmente em risco de desenvolveram complicações pouco comuns que podem, no entanto, ser graves.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.