Vacina contra a sida testada em voluntários humanos no Brasil

Células de defesa imunológica só podem ser usadas em pessoas seropositivas

17 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

Uma vacina contra a sida criada por cientistas brasileiros, franceses e chineses está a ser testada pela primeira vez em seres humanos na Universidade Federal de Pernambuco, noticiou o jornal Estado de São Paulo.
 

 

A vacina, cujos testes estão a ser acompanhados pelos oito cientistas envolvidos no projecto, é produzida a partir de células de defesa imunológica do paciente e só pode ser usada em pessoas seropositivas.
 

 

As células recolhidas passam por uma espécie de «treino» contra o vírus HIV e são depois reintroduzidas no sangue da pessoa infectada com a tarefa de garantir a defesa do organismo.
 

 

A pesquisa está a ser efectuada no Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA), ligado ao Centro de Ciências Biológicas da UFPE, que existe desde 1986, quando foi criado com recursos do governo japonês para estudar doenças tropicais no Nordeste brasileiro.
 

 

A vacina - desenvolvida numa colaboração entre o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami, do Japão, o Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Pernambuco e a Universidade de Paris - foi utilizada em animais na China antes de ter começado a ser testada em voluntários brasileiros.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.