Utentes poderão ter novo cartão

Ministério da Saúde quer fazer estudo para decidir melhorias a aplicar

28 janeiro 2003
  |  Partilhar:

Os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) têm um cartão identificador com banda magnética, desde 1995, que não está a ser utilizado da forma que os serviços desejavam. As duplicações do actual modelo podem levar a começar do zero nesta matéria, emitindo novos cartões para evitar erros involuntários e fraudes.
 

 

Desde 1995 já foram emitidos mais de 11 milhões de cartões do SNS quando a população portuguesa está abaixo desse número, indiciando que há problemas com este documento. «O cartão não está a cumprir a missão para o qual foi criado», admitiram os serviços do Ministério da Saúde, em declarações ao Público.
 

 

Apesar das dificuldades enquanto elemento identificador dos utentes no sistema, este cartão tem algumas utilidades comprovadas como permitir marcar consultas e comprar medicamentos, mas outras valências não estão a ser usadas.
 

 

O Ministério da Saúde planeia fazer um estudo da situação para decidir quais as melhorias a aplicar, sendo que a substituição do actual cartão electrónico por outra versão não está colocada de parte. Uma ponderação dos custos destas operações será decisiva. Mas a prioridade é acabar com as duplicações, que muitas vezes se devem a erros no acto da inscrição.
 

 

Fonte: SIConline
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.