Uso regular de paracetamol triplica risco de Asma

Estudo publicado no European Respiratory Journal

24 setembro 2008
  |  Partilhar:

O uso regular do analgésico paracetamol pode aumentar o aparecimento de asma, revela um estudo do Imperial College London, no Reino Unido, publicado no European Respiratory Journal.
 

 

No estudo liderado por Seif Shaheen, foram recrutadas 1,082 pessoas (metade das quais com historial clínico de episódios respiratórios) de 12 centros europeus, entre Maio de 2005 a Maio de 2007. Os resultados da investigação, que se basearam na análise de um inquérito efectuado aos pacientes, revelaram que os consumidores de paracetamol, pelo menos, uma vez por semana são quase três vezes mais propensos a desenvolver asma do que os que o tomam com menos frequência.
 

 

Pessoas que usavam outros analgésicos (ácido acetilsalicílico ou ibuprofeno), por outro lado, não apresentaram maior risco de asma ou de outros sintomas respiratórios.
 

De acordo com o estudo, o fármaco reduz os níveis de glutationa nos pulmões, substância antioxidante necessária para a defesa das vias aéreas.
 

 

Os autores do estudo destacam a existência de provas científicas que indicam uma relação entre o uso do paracetamol e o risco de asma. “Desde 2000, diversas publicações têm citado essa associação. Temos também mostrado que a prevalência de asma é maior em crianças e adultos em países com maiores vendas de paracetamol”, alertam os investigadores.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.