Uso preventivo de Tamiflu responsável por alguns casos de resistência

Alerta da OMS

01 outubro 2009
  |  Partilhar:

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou para o facto de a toma do antiviral oseltamivir (Tamiflu) como medida preventiva contra a gripe A (H1N1) ser responsável por 12 dos 28 casos registados de resistência viral aos fármacos.

 

"O risco de resistência (ao medicamento) é considerado mais alto em pacientes com um sistema imunitário gravemente comprometido ou suprimido, portadores de doença prolongada, e que tenham recebido tratamento com oseltamivir (Tamiflu), mas que ainda apresentem uma persistente replicação viral", informou a OMS na sua página oficial na internet.

 

"O risco de resistência também é considerado mais alto em pessoas que receberam o oseltamivir (Tamiflu) para a chamada 'profilaxia pós-exposição' depois de terem contactado com outra pessoa com gripe e que, entretanto, tenham desenvolvido a doença, apesar de estarem a tomar o oseltamivir".

 

A OMS acrescentou, no entanto, que os casos de resistência ao Tamiflu ainda são esporádicos e raros. "Não há provas de que o vírus H1N1 resistente ao oseltamivir esteja a circular no mundo", ressalva a nota da organização.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.