Universidade de Coimbra integra consórcio para uniformizar práticas oncológicas

Projeto europeu Onconet-Sudoe

31 outubro 2016
  |  Partilhar:
A Universidade de Coimbra (UC) integra um consórcio europeu para uniformizar as práticas na área da oncologia.
 
A UC, através de nota divulgada pela agência Lusa, informou que o projeto europeu Onconet-Sudoe, que conta com o financiamento comunitário recém-aprovado de 1,7 milhões de euros, tem como objetivo estudar as políticas oncológicas adotadas em Portugal, Espanha e França. 
 
Liderado pela Universidade Toulouse III Paul Sabatier (França), o Onconet-Sudoe pretende “estabelecer uma rede de excelência no que diz respeito à prevenção, diagnóstico, terapia e utilização das tecnologias de informação na área da oncologia”, afirma a nota da UC citada pela Lusa.
 
Criado para analisar as políticas adotadas pelos três países participantes, este projeto visa “analisar as ações desenvolvidas no domínio da prevenção, diagnóstico, terapêutica e utilização das tecnologias de informação na gestão de doentes com cancro”.
 
A expectativa é que esta abordagem possa levar à partilha de meios e à uniformização de práticas profissionais na área da oncologia.
 
Entre os aspetos inovadores do projeto, a UC destaca a avaliação do impacto da investigação translacional na evolução das práticas clínicas (“investigação, tratamento, cuidados primários e cuidados continuados”), o estabelecimento de “condições médicas e económicas necessárias para garantir a igualdade de assistência ao doente” e “a igualdade de acesso à inovação terapêutica”.
 
Além disso, os especialistas esperam também “fomentar uma reflexão ética e transversal”, que permita avaliar a medida em que as políticas públicas na luta contra o cancro podem “conciliar os recursos coletivos e a justiça social”.
 
A equipa da UC, constituída por investigadores das faculdades de Direito e de Medicina, estudará “as políticas e práticas profissionais adotadas em Portugal, no âmbito da prevenção, diagnóstico e terapêutica de doentes com cancro”, e avaliará “as questões éticas e sociais associadas à implementação de novas tecnologias da informação”.
 
Além da UC, integram igualmente este projeto a empresa portuguesa Research Trial, a Universidade de Toulouse, de França, e as fundações Miguel Servet, Centro Nacional de Investigação Oncológica, Parque Tecnológico de Ciências da Saúde de Granada e Investigação Biossanitária de Andaluzia Oriental, de Espanha, entre outras entidades.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar