Unidades móveis de testes ao VIH geram polémica

Programa "Cuida-te" do Instituto Português da Juventude

25 junho 2009
  |  Partilhar:

O Instituto Português da Juventude (IPJ) vai ter cinco unidades móveis a efectuar um rastreio de VIH e a distribuir preservativos a estudantes dos 12 aos 25 anos, em escolas e discotecas, no âmbito do programa “Cuida-te”.

 

O Instituto garante confidencialidade nos testes, mas o despiste de doenças a menores sem conhecimento dos pais divide médicos, refere uma reportagem publicada no jornal “Diário de Notícias”.

 

Citada pela agência Lusa, a ministra da Saúde, Ana Jorge, defendeu que os pais devem poder decidir se consentem que os filhos menores realizem nas escolas os testes de despistagem da sida alegadamente previstos no programa "Cuida-te", do IPJ.
 

A ministra considerou, no entanto, ser " fundamental haver unidades móveis" a prestar informação adequada aos jovens sobre o VIH.

 

Por seu turno, a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, esclareceu, em entrevista à Lusa, que os estudantes portugueses não poderão fazer testes de despistagem de VIH nas escolas. Isto porque o rastreio e a prevenção do VIH não envolvem o Ministério da Educação.

 

O programa “Cuida-te” tem como objectivo promover a saúde juvenil e os estilos de vida saudáveis, com o propósito de desenvolver nos jovens competências ao nível da saúde sexual e reprodutiva, exercício físico, alimentação saudável e consumos nocivos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.