UNICEF classifica exploração sexual infantil como uma forma de terrorismo
17 dezembro 2001
  |  Partilhar:

A exploração sexual infantil é uma forma de terrorismo, além de uma grave violação dos direitos humanos, consideraram hoje os participantes no segundo congresso contra o abuso sexual das crianças, a decorrer no Japão.
 

 

Ao congresso, organizado em Yokohama pela UNICEF, a
 

Convenção de Direitos da Criança, a ONG contra a Exploração
 

Infantil e o governo nipónico, assistem 3.000 funcionários de 138 países e representantes de organizações cívicas de todo o mundo.
 

 

A convenção discutirá, até quinta-feira, o grau de
 

suficiência das medidas que os países possuem para acabar com a prostituição infantil, a pornografia e o comércio sexual com crianças e adolescentes.
 

 

Refugiados, órfãos e crianças abandonadas são as
 

principais vítimas da exploração sexual, que afecta 400.000
 

crianças e mulheres na Índia, entre 244.000 e 325.000 nos EUA, 200.000 na Tailândia, 175.000 nos países da Europa Central e Oriental e 100.000 no Brasil, Filipinas e Taiwan.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.